Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Alergias e Intolerâncias Alimentares: quais as diferenças?

A alergia alimentar é uma reação de saúde que ocorre quando o nosso sistema imunológico reconhece erradamente um alimento como uma entidade agressora ao organismo. Pensa-se que pelo menos 5 em cada 1000 crianças sofram de alergia alimentar, já nos adultos estima-se que a prevalência seja mais baixa, entre 3 a 4%.

Uma intolerância alimentar caracteriza-se por uma reação adversa, que ocorre após a exposição a um determinado alimento, mas que ao contrário da alergia alimentar não envolve o sistema imunológico. A intolerância à lactose é um exemplo desta condição.

A deficiência à lactose é a mais comum deficiência enzimática em todo o mundo. Os indivíduos têm deficiência na enzima intestinal lactase e por esta razão não conseguem degradar a lactose em açúcares mais simples para serem absorvidos, como consequência, os indivíduos sofrem de cólicas abdominais, flatulência e diarreia após a ingestão de leite e os seus derivados.

Como se manifesta clinicamente a alergia alimentar?

As manifestações clínicas da reação alérgica podem variar de moderadas a graves, podendo mesmo, em alguns casos, ser fatais. Os sintomas surgem rapidamente, entre alguns minutos até duas horas após a ingestão do alergénio, e podem incluir manifestações cutâneas (pele e mucosas), respiratórias, gastrointestinais e cardiovasculares.

Nas manifestações cutâneas, os doentes apresentam erupções cutâneas, eczemas e urticária, nas manifestações gastrointestinais os doentes sofrem de vómitos, dores abdominais e de diarreia. No trato respiratório as manifestações são: sensação de formigueiro na boca, edema da glote e da língua, dificuldades respiratórias, diminuição da tensão arterial, perda de consciência e pieira que se caracteriza por um ruído semelhante a um assobio que se ouve ao respirar e que é provocado pela passagem do ar nos brônquios contraído.

Ainda podem surgir manifestações sistémicas que são a disritmia que é uma alteração da frequência cárdica e hipotensão que significa que a tensão arterial está mais baixa que o normal.

O que é uma reação anafilática?

É uma reação que pode ocorrer em muitos indivíduos com alergia alimentar, podendo ser fatal se não for tratada convenientemente. Trata-se de uma manifestação muito grave, com múltiplos sinais e sintomas. As alergias que mais se encontram associadas à anafilaxia são ao leite de vaca, ovo, peixe, amendoim, frutos de casca rija e marisco.

A alergia alimentar tem tratamento?

O tratamento da alergia alimentar consiste principalmente em evitar o alimento que provoca a alergia, ou seja eliminar o alergénio. Por exemplo, uma criança que tenha alergia alimentar à proteína do leite de vaca não poderá consumir qualquer tipo de produtos lácteos, bem como preparações culinária que contenham leite ou derivados, como manteiga, queijo ou iogurte.

Ao eliminar um alimento temos de garantir que a nossa alimentação não fica comprometida, como tal devemos substituir por alimentos nutricionalmente equivalentes, mas que não contenham o alergénio. Os principais alimentos envolvidos na alergia alimentar são: leite de vaca, ovos, amendoim, frutos de casca rija, peixe, marisco, trigo e soja. Os alimentos referidos são responsáveis por 90% das reações.

Este artigo foi da autoria da nutricionista Joana Velez, especialista em nutrição desportiva. Podes ver mais artigos dela aqui.

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach