Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Dicas para preparar-te para uma meia-maratona? (Dou-te 8!)

Obviamente que não nos podemos “desfocar”. Essa é a primeira ideia a ter em conta. O “foco” é muito importante e decisivo no desempenho de uma corrida com estas dimensões (sim, caros maratonianos, não estou ainda ao vosso nível, mas um dia lá chegarei, se eu quiser…). Isto, porque acredito que todos nós temos um Deus interior que é capaz de coisas incríveis 🙂 Bem, mas deixando a fé e a esperança de lado de um dia fazer 40 e tal quilómetros a correr, aqui vão os meus sinceros conselhos antes de rasgar a partida sem magoar nada. Isso é importante, certo?

1. Tentar correr 10km em menos de uma hora

Embora não seja obrigatório, se eu fizer 10K sem parar e a um ritmo interessante, considero-me preparada para o desafio da Meia. Atenção ás palavras: “Considero-me preparada”. Não quer dizer que eu depois chegue lá e me troquem as voltas e eu nem esteja num dos meus melhores dias, ou simplesmente, porque 50% do trajecto é feito de subidas….

2. Falamos treinos com subidas? Sim! Falamos!!

As subidas são as malandras que testam a nossa força de pernas, de abdominal e de cabeça também. Por isso, nem pensem em participar numa mini, meia, maratona e desistir de tudo numa subida. Nunca! Jamé! E se o pensarem, lembrem-se de porque é que começaram. Fica a dica.

3. Correr pelo menos uma vez 15km (nunca na semana antes da prova)

Sim, uma das coisas que fiz na preparação dos 10km da Sin-Son foi ir reduzindo a intensidade dos treinos na semana anterior à prova. Isso deu bom resultado, ou pelo menos, eu penso que deu bom resultado porque fiz o meu melhor tempo de sempre. Por isso, antes de seguirem no desafio dos 21km, corram 15km antes de rasgarem a partida.

5. Fazer séries mais rápidas

Durante os teus treinos pensa em fazer 500m ou 1km à máxima velocidade que conseguires e depois voltar à tua velocidade normal, e voltar de novo á máxima velocidade. Bom treino de resistência!

6. Natação

Como falo neste artigo, a natação é um desporto de baixo impacto que fortalece o coração. Além disso, é perfeita para aqueles dias em que deixamos o ginásio de lado e aproveitamos para dar umas braçadas, tonificar o corpo, melhorar a respiração e até meditar um pouco.

É um desporto perfeito para treinar a resistência, por isso é algo que complementa sempre os meus treinos. Por algo será que os atletas de triatlón acham que a natação é sempre a parte mais puxada. Fiquemos com esta ideia na cabeça, a fazer eco…

7. Musculação e trabalho de força

Imprescindível. Treinar os músculos do corpo (principalmente aqueles que vamos utilizar, nas pernas, glúteos, e abdominal também). 

8. Hidratação!

Muita hidratação, é essencial para todo o processo. Antes da prova, recomendo-te beber meio litro de água. Durante os dias antes da prova, se fores uma pessoa com dificuldades em beber água, bebe chás, por exemplo. Mas não deixes este capítulo de fora do teu estudo, porque a hidratação é a base, é fundamental para o bom funcionamento do organismo. E também para chegares ao final da prova!

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach