Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Estratégias para diminuir o apetite (na quarentena e não só!)

Uma das pesquisas mais feitas no Google sobre este tema é “Remédios para controlar o apetite”, “medicamentos para diminuir o apetite”. No mínimo preocupante, não? Vou partilhar estratégias para diminuir o apetite que sejam reais e saudáveis.

Tenho fome ou sede?

Sabias que a sensação de fome e de sede é recebida pela mesma zona do cérebro? Muitas vezes, quando as pessoas estão cheias de fome, na realidade muitas vezes têm sede. E esta?

“Estou cheia de fome porque a meio da manhã não comi nada”…

Será? Bebeste água hoje? Quando nós sentimos sede já estamos desidratados. É suposto irmo-nos hidratando de forma a não sentirmos sede. Pensa antes: vou beber dois copinhos de água antes de almoçar. Faz sentido 😉

As minhas estratégias para diminuir o apetite são:

1. Comer de três em três horas

Deves fazer refeições a cada 3-4h, e exemplos de boas escolhas para os lanches são frutas, tortitas de milho sem recheio, frutos secos. Neste artigo tenho várias ideias.

2. Consumir alimentos ricos em fibra

As fibras fazem com que o estômago fique mais cheio, e prolongam a sensação de saciedade após as refeições. Por isso, as melhores escolhas são sempre os alimentos integrais: comprar arroz, massa, pão, sementes como chia e linhaça para colocar em sumos ou iogurtes, ocupar pelo menos metade do prato com verduras (e por favor, há mais vida para além da alface!).

3. Jantar completo (ceia, em último caso)

O ideal é fazer um jantar completo, mas comer em pouca quantidade, já que vamos para a cama e não vamos precisar de toda essa energia para ser queimada durante a noite. Se te deitares tarde, há alguns alimentos que deves ter em conta para ingerir antes de ir para a cama. Que alimentos comer e não comer na ceia?

4. Comer gorduras boas

A falta de gordura aumenta a sensação de fome. As gorduras boas estão presentes nos peixes, no azeite, abacate, amendoins e frutos secos. Além de darem mais energia ao corpo, previnem doenças cardiovasculares e melhoram a memória.

5. Beber água

Parece básico, mas é mesmo verdade. Aumentar o consumo de água, chás ou sumos sem açúcar ajuda a evitar a sensação de fome, além de melhorar o funcionamento do corpo e a saúde da pele. Vê aqui receitas de sumos e smoothies.

6. Dormir bem: 8 horas, de preferência

É quando dormimos que o corpo elimina toxinas e produz hormonas essenciais para o equilíbrio do corpo. Nunca sentiram vontade de comer “porcarias” nos dias em que dormiram poucas horas? Oito horas de sono têm efeitos para o corpo tão potentes como um treino. Vê aqui porque é importante descansar quando treinamos.

Que tipos de alimentos é que são mais saciantes e saudáveis?

  • A comida quente.
  • Alimentos crocantes.
  • Alimentos com sabor intenso (abusem das especiarias)

Alguns exemplos de receitas que podemos fazer com estas três características?

Temos de ajustar o nosso cérebro para ter prazer com comida que seja saudável. Temos de ter prazer com comida que saiba bem! Se não, não vale de nada.

Se gostaste deste artigo, partilha-o com um amigo. Pode ser que também o ajude.

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach