Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Lê os rótulos dos alimentos como um profissional (parte 1)

Já deu por si no supermercado a agarrar dois produtos, similares, e ficou na dúvida qual seria o mais saudável para comprar? Pois bem, neste artigo vamos descodificar o grande mistério dos rótulos alimentares. Depois de o ler, será bem mais fácil ir ao supermercado e comprar alimentos saudáveis para toda a família.

Para começar, tem de agarrar em dois produtos similares (exemplo: 2 iogurtes de morango, de marcas diferentes) e comparar a tabela nutricional por 100 g ou 100 ml. Na generalidade, as pessoas olham apenas para o valor calórico e trazem para casa o que tem um menor valor, mas por vezes estão a cometer um erro pois um rótulo alimentar necessita de mais cuidado ao ser analisado.

O valor energético indica a quantidade de calorias que o alimento em causa fornece. Este valor é calculado tendo por base o teor de proteínas, hidratos de carbono, lípidos e fibras, fornecido pelo alimento.

 img_3609-2

Então, que há que ter em conta?

De forma a praticar uma alimentação saudável, variada e equilibrada, devem-se escolher alimentos com baixo teor de lípidos, açúcar e sódio, dando preferência aos alimentos que fornecem um valor energético mais baixo, um elevado aporte de fibra e proteína e que contenham ácidos gordos (monoinsaturados, polinsaturados) quando comparados com produtos similares.

Existem várias formas de rotulagem alimentar. Para que tenha noção dos valores, apresento na tabela abaixo uma escala, onde quem pretende seguir um estilo de vida saudável deve dar preferência aos de rotulagem verde. Para que seja mais fácil de compreender deixo um exemplo relacionado com a alimentação desportiva e o exercício físico, pois todos os dias tenho questões sobre as barras proteicas.

BARRA DE PROTEÍNA 100G

BARRA X

BARRA Y

Valor calórico

377 kcal

318 kcal

Proteínas

45 g

35 g

Hidratos de carbono

12 g

10 g

Açúcares

0,0 g

1,6 g

dos quais polióis

6,5 g

3,3 g

Lípidos

15 g

11,6 g

dos quais saturados

5,0 g

3,3 g

dos quais ácidos gordos

5,0 g

4,2 g

Fibra

12 g

21,6 g

Sal

0,6 g

0,37 g

Assim, comparando os rótulos das duas barras de proteína, concluímos que a que deve ser consumida, preferencialmente, é a BARRA Y, uma vez que esta barra contém um menor teor calórico, um teor de fibra superior, um aporte inferior de lípidos (gordura), principalmente saturada (gordura má), um aporte de hidratos de carbono mais baixos, tendo menos aporte em polióis (adoçantes) na sua composição.

Concluo assim, alertando todos os leitores que a leitura detalhada e a comparação dos rótulos é fundamental para que consigam fazer uma escolha consciente e por consequente consigam ter uma alimentação saudável.

Até para a semana!!

A Vossa Nutricionista, Raquel Cruz <3

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach