Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Dicas para não adoecer a treinar no inverno

Eu pessoalmente adoro treinar no inverno. A treinar, lido muito melhor com o frio do que com o calor.

E confesso: raramente fico doente. Nunca tenho constipações nem coisas passageiras… Fico doente muito poucas vezes, mas quando é, é mesmo para valer (ao ponto de não conseguir sair da cama). Não sei lidar com a situação quando fico doente (lol). Há alguns truques que ponho em prática e que tenho todo o gosto de partilhar quando alguém treina comigo ao ar livre durante o inverno. Vamos a eles:

1. Agasalha-te bem, mas não exageres!

Usa roupas justas e protege as extremidades com protetores de orelha, luvas e gorros. Nada de exageros com casacos! Opta por tecidos absorventes de algodão ou o nylon, para poderes usar sobre outras roupas sem sentir calor e que são leves para amarrar à cintura (é o que eu faço!). Assim, se sentires calor, dá para ires tirando algumas peças conforme o corpo se vai aquecendo.

A correr em Arad, na Roménia (fazia muito frio!). Foto de 2015.
2. Aquece os músculos

Se os músculos não estiverem bem aquecidos, ficam rígidos e contraídos. O ideal é exercitá-los um pouco antes de sair. Fazer alongamentos activos, com movimentos repetitivos, e uma caminhada ou trote durante 15 minutos antes de começar o treino é o ideal.

3. Protege a pele e hidrata-te

Super importante: colocar protector solar e beber meio litro de água (pelo menos) antes do treino. Depois do treino, também (claro!).

A correr em Arad, na Roménia (quando lá vivia). Foto de 2015.
4. Respira pelo nariz

Esta é básica e estou sempre a insistir nesta. Uma boa maneira de proteger os pulmões do ar frio é a respirar pelo nariz. Assim aquecemos o ar antes que ele chegue aos pulmões, evitando uma reação parecida com a asma (mesmo em quem não tem esse problema). Quando o dia estiver especialmente frio, tampe o rosto para garantir a proteção da boca e do nariz.

5. Não demores a entrar no banho (e foi assim que apanhei a primeira e mais potente gripe de todos os tempos!)

Depois de um treinão a temperatura corporal aumenta, temos calor… E muitas vezes é neste momento que “estragamos tudo” e aparecem as gripes ou problemas respiratórios.

Aconteceu na Roménia, no inverno de 2015, quando lá vivia… Fui correr 10km e depois parei para ver o Alfonso a jogar futebol dentro de um pavilhão. CRASSO ERRO! Eu nem sabia o que era uma gripe! Não fazia ideia que uma gripe te deixava de cama. Pensava que era uma constipação, mas um bocadinho mais grave. Estive de cama uma semana inteira, com febr, tive que ir ao hospital lá… Nunca mais! É mesmo das piores recordações que tenho.

6. Não treines só no ginásio

Vitamina D!!! Onde estás? Pois é: a falta de exposição ao sol diminui a produção de vitamina D, que ajuda a manter a imunidade em dia.

Ficar muito tempo em lugares fechados, representa um atalho para a propagação de vírus (além disso, ficamos brancos como a cal).

7. Bons prés e pós treinos

Aposta numa alimentação rica em carbohidratos e proteínas: fundamental para a recomposição muscular. Já agora:

Leave a comment

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach