Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O que não fazer numa alimentação saudável

Tentar contrariar a monotonia na alimentação é um objectivo a pôr em prática. E existem certos aspectos que deveriamos aperfeiçoar, ou directamente, mudar. O que não fazer numa alimentação saudável? É o que vou numerar.

1º erro: Falta de planeamento

Planeamento de refeições, snacks e lista de supermercado. Devemos começar pelo planeamento das refeições, ou seja, escrever o nosso plano de refeições da semana seguinte num papel. Assim conseguiremos consumir uma maior variedade de alimentos e ter uma alimentação mais rica em nutrientes.

Finalmente, devemos fazer a lista dos alimentos que necessitamos comprar no supermercado. É uma forma de não comprarmos demais, de não comprarmos o que não queremos e de poupar algum dinheiro.

Ah, é importante gerir a nossa lista de refeições pensando no que ainda nos resta no frigorífico ou na despensa. Sempre é uma forma de aproveitarmos os alimentos que sobraram e de não estragar!

2º erro: Ir ao supermercado com fome

Crasso erro, não é? Quando temos fome acabamos sempre por dar atenção a alimentos não tão saudáveis (e quem sabe a maior quantidade de comida do que a que necessitamos e escrevemos na nossa lista).

3º erro: Limitar-nos sempre aos mesmos alimentos

Pensar que só existem alguns vegetais no mundo e que as saladas se resumem a alface e tomate… Para terem uma ideia a alface tem muita água, mas não tem fibras nem muitas vitaminas. Não tem grande valor nutricional. Por isso nem é um alimento muito rico para a termos constantemente em conta nas nossas saladas. Porque não apostamos mais por outro tipo de vegetais ou legumes?

Um truque?

  • Preparar caixas de vegetais cortados.
  • Tê-los no frigorífico ao nível dos olhos.
  • Olhar para a nossa lista e ser-lhe fiel.

Exemplos de vegetais que podemos incluir na nossa salada?

  1. Couve roxa ralada (anti-oxidante)
  2. Cenoura ralada (tem muito mais vitaminas do que a alface)
  3. Frutos secos (ricos em gorduras saudáveis)
  4. Grão, feijão-frade, feijão branco….
  5. Couve coração (para saltear)
  6. Maçã
  7. Morangos
  8. Manga

4º erro: Não cumprir a quantidade de frutas e vegetais recomendados pela OMS

Devemos consumir 10 porções diárias de fruta e vegetais. Esta é a recomendação mais actualizada da Organização Mundial da Saúde. Optar por uma alimentação mais equilibrada, com um maior consumo de frutas, legumes e verduras e com a diminuição da quantidade de açúcar e sal e redução do consumo de alimentos processados e ultraprocessados, é essencial para regular o bom funcionamento do organismo e melhorar a disposição.

Nota: A fruta deve ser comida com casca, porque tem um maior nível de nutrientes.

Se gostaste deste artigo, partilha-o nas tuas redes sociais!

Leave a comment

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach