Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O que vi em 10 dias no Japão

Já tinha falado do Japão neste post, em que explico porque os japoneses são de outro planeta! O Japão é assim como “a esperança mundial” no que toca ao civismo, e não posso negar que isso tenha sido um motivo que me impressionasse e me cativasse. E a comida… A comida!!

1. Osaka

A experiência da chegada ao Japão foi curiosa, talvez até cómica! Ao chegar à parte do controlo de emigração no aeroporto de Osaka recebiam-nos uns senhores com trajes azuis e brancos, iluminados com uma forte luz branca e fazendo todos o mesmo gesto de “vinde, vinde, que estamos aquí para vos receber”. Sem exagerar: nunca tive uma imagem tão mais próxima do que é o “Céu”. Eu sei que isto pode parecer cómico, mas estou a tentar descrever-vos esta cena sendo o mais real possível.
Não sei se foi por ter sido o primeiro destino, mas Osaka tem um lugar especial no meu coração. Fizemos uma rota pelo

2. Nara

Em Nara estivemos apenas um dia, que valeu muito a pena! Nara é uma pequena cidade conhecida sobretudo pelos seus cervos que andam pela rua. São muito lindos, porque estão espalhados pelos parques!
Outro dos sitios que gostei muito foi o Templo Tōdai-ji, um templo budista com algo muito especial. Tem a maior estátua do mundo de bronze do Buda Vairochana, conhecido no Japão simplesmente como Daibutsu.


https://www.instagram.com/p/BqnS-WYnziX/

3. Quioto

Quioto é a cidade dos templos. São todos incríveis, ou a maioria deles, vá. Vale muito a pena visitar esta cidade que mais parece uma aldeia porque não tem edifícios muito altos na sua grande extensão, o que só por si faz pensar que estamos numa cidade pequena. Mas obviamente que não. É uma cidade grande, e muito!
Vale a pena alugar umas bicicletas e fazer alguma das rotas que existem como o Caminho da Filosofia, visitar o Templo Kiyomizudera de Kioto ou passar pelo cemitério Higashi Otani. São experiências que valem muito a pena!
https://www.instagram.com/p/BqcR9dEnCnY/

4. Arashiyama

Enquanto pesquisava pelos sítios mais incríveis do Japão encontrei Arashiyama. O bosque de bambu daquele sítio parecia realmente impressionante. E confesso que esse foi o primeiro motivo que me fez procurar mais informação sobre este destino bem perto de Quioto. No entanto, e como pude constatar, Arashiyama não é só o bosque de bambu. É muito mais.
https://www.instagram.com/p/BqpIkC6HOnM/
https://www.instagram.com/p/Bqhk1TYHbgt/

5. Tóquio

Uma cidade global muito louca e imperdível na primeira visita ao Japão, sem dúvida! É é caos: multidão de gente, neons, ruas e regiões para visitar ao contrário de visitar pontos turísticos específicos e templos! Eu diría que o que vale mesmo a pena de Tóquio é aproveitar muito bem a cidade!
Os bairros de Tóquio são uma autêntica loucura e merecem: Shibuya, Shinjuku,  Harajuku, Akihabara, Asakusa, Ginza, Tsukiji…
É possível que tenha sido a cidade mais cara de todos os sítios onde estivemos, e é lógico que assim seja, porque é a capital com mais habitantes do mundo…
 
https://www.instagram.com/p/BqW9ug6HEP0/
 

Conselho final:

Aproveitem muito a comida e cultura japonesa, porque vão ter saudades, e muitas!!
 

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach