Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Palermo: A beleza decadente que me faz feliz

Muitos não querem voltar. Outros sentem vibrações quando a pisam (como eu). Palermo é uma cidade que divide opiniões. Ou te proporciona amor à primeira vista ou então, ódio. É uma cidade que vive com os problemas relacionados com a má gestão do lixo e isso, por vezes, é um motivo para gerar o ódio dos turistas que pisam a capital siciliana (porque é um dos problemas que estão à vista). De certeza que já viram comentários negativos na internet sobre esta cidade, ou mesmo pessoas que não recomendam a sua visita porque dizem “ser uma cidade perigosa”. Ou porque simplesmente, na minha opinião, não sabem apreciar toda a beleza desta cidade para além do lixo que há nas ruas.


A beleza decadente que me faz feliz

É  a segunda vez que visito Palermo e só posso dizer que gosto ainda mais desta cidade. Passear pelas ruas de Palermo é algo revitalizante e que me faz feliz. Visitar o mercado de Balaró, passear pelos jardins com vista para o mar Tirreno e para o Teatro Massimo, figura central naquele jardim, visitar a Catedral de Palermo, passear pela Via Maqueda e encontrar a Piazza Pretoria e a sua deslumbrante fonte, ver a Igreja di Santa Maria dell’Armmiraglio ou simplesmente perder-te pelas ruas do centro histórico de Palermo, provar o fresconegro no mítico bar Azzurra e comprar fruta fresca ou alguma recordação pelos pequenos mercadinhos de rua dão a Palermo uma vivacidade e autenticidade que só encontro aqui.
 


Este foi um dos sítios no meio da cidade onde pude provar um dos melhores gelados de morango (fragola) que alguma vez comi: Apontem, Don Gelato!
 
IMG_1240 (1) IMG_1238 IMG_1231 IMG_1219 IMG_0316 IMG_0306

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach