Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Se quiseres comer saudável… Pensa na embalagem!

Hoje é o Dia Mundial da Terra, por isso penso que é o dia adequado para escrever sobre este tema. Sinto uma necessidade de abordar este assunto aqui no blog. Acho que é uma responsabilidade minha também, uma vez que muitos dos meus posts são sobre comida e, como sabemos, esta vem a maior parte das vezes embalada em plástico (um dos problemas que a Terra enfrenta nos dias de hoje).

Conselhos úteis para deixar de usar tanto plástico?

O plástico é um material tão comum no mercado que é mesmo muito difícil prescindir dele. Mas verdades também devem de ser ditas: o plástico veio revolucionar a indústria e facilitar a nossa vida (em muitos aspectos). Numa altura em que usamos e deitamos fora tudo tão rápido, é importante ter em conta que as nossas escolhas devem ser mais responsáveis.
Escolhas e formas que facilitam a redução da utilização de plástico (Estas dicas são o resultado da minha experiência pessoal):

  1. Compra tupperwares de vidro. Primeiro, são muito mais fáceis de lavar. Segundo, pensa que ao transportares alimentos dentro de um recipiente de vidro não corres o risco de que estes fiquem com um ligeiro sabor a plástico. Pensa que o pouco peso que têm a mais que os frascos de plástico, vai compensar!
  2. Não uses garrafas de água de plástico nem pratos e copos de plástico. Sabemos que safam em muitas ocasiões, porque nos permitem não lavar a loiça. Mas pensem que cada copo e cada prato irá para o lixo, e muitas vezes nem sequer são reciclados. E atenção, nem todos os todos os tipos de plástico são recicláveis (aliás, a maioria não é mesmo possível de ser reciclado, só mesmo 5% do plástico pode ser reciclado!).
  3. Leva o teu saco de cartão (ecobags) ao supermercado. Ou se tiveres um saco grande de plástico, usa-o SEMPRE e nunca compres sacos de plástico no supermercado (nem escolhas os alimentos que estão embalados em plástico). Está visto que os supermercados nos venderam a ideia de que “tinhamos que usar menos plástico” na nossa ida ás compras e por isso, como fórmula de castigo próprio, pagar os nossos próprios sacos, mas afinal esse retorno é financeiro para as cadeias de supermercados.
  4.  Compra a granel, não compres alimentos que estão dentro do plástico. Já há vários supermercados onde podemos fazer as nossas compras a granel. Na zona de Leiria existem alguns como a Bio Escolher, TradiSão Costa, Granel da Carlota- Mercearia sobre Rodas. Aqui está um documento muito bem elaborado pela Ana, do blog Go Slowly, onde nos dá a conhecer as diversas lojas a granel em Portugal. Algumas destas lojas incentivam muitos clientes a levarem os próprios frascos para se abastecerem dos produtos). Muitos alimentos como as bananas, tangerinas, tomates cherry vêm muitas vezes dentro de sacos de plástico. Mas podemos dar a volta a isso e comprar apenas os alimentos que não estão dentro de plástico. Podemos também, por exemplo, usar um só saco de plástico para pesar vários alimentos (em vez de um saco por cada alimento, um desperdício total!)

  5. Comer limpo não é só comer de forma saudável. Para mim, comer limpo é também comer de forma responsável, e isto quer dizer: comer bem e de forma saudável, respeitando o meio-ambiente, que afinal, é o nosso meio, é onde vivemos e não temos outro.

“Ah, mas eu reciclo!….”

Nem todos os todos os tipos de plástico são recicláveis (aliás, só 5% do plástico pode ser reciclado!). Devemo-nos lembrar disto em cada compra que fazemos, porque o plástico está presente nas garrafas de água, garrafas de detergentes, produtos de limpeza, comida (principalmente vegetais e fruta, sacos do supermercado, embalagens de iogurtes, queijo…), arroz, massa… Enfim, a maior parte das coisas que se encontram num supermercado comum estão embaladas com plástico. E mesmo que se reciclasse tudo, tinha de continuar a ser produzido com os custos ambientais que isso supõe.

O plástico está mesmo por toda a parte, e por isso, o mínimo de esforço que fizermos para tentar reduzi-lo no nosso planeta, vai ser muito importante, acreditem. Eu já comecei a fazê-lo, e vocês?

Deixa aqui o teu comentário

error: O conteúdo está protegido.
Dora Matos - Health Coach